Vegetais: o que pode e o que não pode

tirei do livro (tradução minha)

Tudo que é permitido, é permitido sem restrição de quantidade, hora do dia ou combinação…

Na fase de cruzeiro, a lista de proteínas continua a mesma, só que a regra agora é alternar 1 dia de proteína pura e 1 dia de proteína mais vegetais.

Pode: tomate, pepino, rabanete, espinafre, aspargo, alho poró, vagem, repolho, cogumelos, aipo, todos os tipos de alface e outras folhas, beringela, abobrinha, abóbora, pimentão e (desde que não coma em todas as refeições, só em uma) cenoura e beterraba.

Não pode: batata, milho, ervilhas, feijão e lentilha.  Arroz, quinoa, cevada, trigo, millet e outros grãos não são permitidos. Nozes, amêndoa e linhaça também não podem ser ingeridas, pois têm muito óleo. Li em uns blogs que algumas pessoas usam a linhaça em caso de constipação e não tiveram problemas com atraso na perda de peso, acho que vale a pena tentar, se for o caso.

Tudo isso pode ser consumido cru ou cozido.Entretanto, é sempre melhor comê-los crus para não perder as vitaminas. Outra coisa, ele não recomenda o uso de azeite nas saladas, de jeito nenhum (mesmo sabendo dos benefícios do azeite).


Uma resposta para “Vegetais: o que pode e o que não pode

  • Cristiane

    Oi Lola!
    Nossa! Esse seu comentário veio em ótima hora! Estou começando a segunda fase agora e informações extras são sempre bem vindas!
    Obrigada!
    Um beijo! Cris.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: